quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Insônia, padeiros gatos e leitura obrigatória...

Ontem a minha velha companheira - a insônia - me deu uma idéia para postar aqui, mas como já havia feito o primeiro post, resolvi esperar pra ver se a coisa toda se desenvolvia ou murchava.

Eis que durante a madrugada passada, com uma dor de cabeça que não me deixava nem me aproximar da cama - sorry hubby T-T - eu resolvi fazer pão. Quase sempre faço pães ou coisas assim (bolinhos, biscoitos) quando fico acordada de madrugada por alguma razão que não me ocupe, ou só ocupe a minha cabeça. Ontem foi a dor, e o resultado foram dois pães recheados gigantes como esse.

O que me fez lembrar de um personagem que acho muito interessante da literatura rescente: o Peeta Mellark, do livro Jogos Vorazes, da escritora americana Suzanne Collins.

Peeta é o filho do padeiro do Distrito 12, que fica em Panem, um país pós apocalíptico localizado onde séculos antes seriam os Estados Unidos, e consiste de doze distritos cotrolados pela Capital.

Para não entrar em Spoiler Zone, só vou dizer que com o tempo e o desenvolvimento da estória, é revelado que ele, para afastar determinadas memórias e se manter são, mantém a tradição da família de fazer pães.

Embora muitos leitores pensem nele só como o filho gato e amoroso do padeiro, eu vejo Peeta como um personagem mais complexo que isso. Além de levar o amor a todos os limites e significados possíveis, sem ser melequento de nenhuma forma em nenhum momento, e até sendo bem frio as vezes, ele tem uma mente incrivelmente brilhante, acompanhada de carisma sincero (não fabricado, como na televisão), que poderia perfeitamente ser usado para todos os fins egoístas, mas se revela elemento chave no desenvolvimento da estória.

Simplificando, é impossível não se apaixonar por Peeta de alguma forma, e isso faz com que, na minha opinião, ele seja possivelmente o personagem mais perigoso da estória toda. E o mais manipulador. O mais humano.

Ele é a expressão da frase "No amor e na guerra, vale tudo."

Passando a assuntos mais suaves, em março de 2012 o filme Jogos Vorazes, baseado no livro, vai ser lançado no mundo todo, e vai ter como atores principais Jennifer Lawrence (Inverno da Alma, X Man First Class) como Katniss Everdeen, Liam Hemsworth (A Última Música, The Elephant Princes) como Gale e Josh Hutcherson (Ponte Para Terabithia, The Kids Are All Right) como Peeta Mellark, que formam o triângulo amoroso da estória. 




Para os fãs e os que ainda não conhecem, aqui vai o teaser trailler (legendado) lançado no VMA dia 28 de agosto, e algumas fotos de arquivo.







Se gostou, não deixe de se identificar em http://thecapitol.pn site viral desenvolvido pela Lionsgate para os aficcionados, e eu mal posso esperar que revelem o que quer que seja. o.o

Preciso de novidadessssss....

Agradecimentos especiais a Livia, que me apresentou ou livros e alimenta minha fome por notícias! \o/


 Insomnia, hot bakers and a must read...

Yesterday, my old friend - insomnia - gave me an idea to post here, but as I had already written my first post, I decided to wait and see if the seed germinated in my head or died.

So, during last night, with a headache so strong I couldn't even go near my bed - sorry hubby T-T - I decided to make some bread. I usually bake (cookies, cakes) during my sleepless nights, when there is nothing to do or I only need my mind to do whatever it is. Yesterday, it was the headache, and as a result, I have two REALLY BIG breads like this one.


And that made me remember of a character I find interesting in the recent literature: Peeta Mellark, of the Hunger Games triology, written by Suzanne Collins.

Peeta is the son of the baker from District 12, in Panem, a post-apocaliptical country, located where, centurys before, lied The United States, and it consists of twelve districts controled by The Capitol.



Not to reach the dangerous spoiller zone, I'll only say that, as time and pages go by, the reader becomes aware that, to get rid of some memories and keep his mind safe, he keeps the family tradition to bake.

Even though many readers might think of him only as the hot and kind baker's son, I see Peeta as a much more complex character than that. Not only he gives love all possible limits and meanings, without being cheesy in any way, any moment - even being really cold sometimes - but he also has this incredibly brilliant mind, followed by sincere carisma(not made up, like people on TV), that could be used for all egoistic endings, but only reveals itself as a key to the following events in the story.

Making a long story short, it's impossible not to fall in love with Peeta in many ways, and it possibly makes him, in my opinion, the most dangerous character in the whole story. The strongest manipulator. The biggest human.

He is the living form for the expression "All's fair in love and war".

Bringing up a lighter subject, in march 2012 The Hunger Games will become a movie, based on the novel, with Jennifer Lawrence (Winter's Bone, X Man First Class) as Katniss Everdeen, Liam Hemsworth (The Elephant Princes) as Gale and Josh Hutcherson (Terabithia, The Kids Are All Right) as Peeta Mellark, bringing us the love triangle presented by Collins.




For those who did not see it yet, this is the teaser released on the VMA, and some pictures.







If you liked, don't forget to identify yourself at http://thecapitol.pn a viral page developed by Lionsgate for the aficcionados, and I can barely wait for them to reveal whatever it is.  o.o

I need newssssss....

Special thanks to Livia, who introduced me to the books and satifies my hunger for news! \o/

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Madrugadas, ursos em chamas e bla bla bla...

Então... oi! \o/

Meu nome é Nathale, eu também sou conhecida como Yuuko Arashi e essa é a tentativa de blog número 7.810.934.

Como apresentação eu vou falar um pouquinho sobre os meus interesses.

Sou escritora(ou pelo menos gosto muito de escrever e pretendo viver disso um dia), gosto muito muito muito de ler, coleciono BJDs, que basicamente são bonecas customizáveis(para saber mais a respeito visite o http://maisonbjd.blogspot.com/ e fóruns a respeito, e acompanhe o presente blog), fiz canto lírico na Escola de Música Villa-Lobos e fui vocalista de uma banda de rock japa bem legal chamada Kamigawa, que fez vários shows pequenos, mas isso foi a muuuuuito tempo.

Hoje em dia eu tenho um marido maravilhoso que permite que eu desenvolva meus dons. E um deles NÃO é desenhar.

Mas, mesmo assim, como introdução é só alegria (o.o), eu vou postar algumas fotos de um desenho que fiz recentemente sobre uma acontecimento totalmente isolado de uma estória que já escrevo há us quatro anos, mas que só voltou a me empolgar há mais ou menos um ano.O nome é Apocalipse Púrpura (o.Õ), e eu vou falar mais sobre ela depois.

Para entender o desenho é suficiente saber que tem alguém na estória que tem um dom divino que consiste em incendiar coisas e fazer com que elas se tornem espírito(não alma, só espírito), e com isso elas passam a ter meio que vida própria, mas sem ter matéria. A cor dessa chama é púrpura, e por isso o nome totalmente comoassim. E o desenho é basicamente um ursinho de pelúcia, o tradicional teddy bear, pegando fogo. 

Como eu já disse, não sei desenhar, então não esperem ver as incríveis labaredas que eu planejei na minha cabeça criativa, mas da pra ver mais ou menos o processo de transformação. Ou não dá. Depende.


 

Bagunça e batatinhas, como deve ser.






 

E a mão ta desse jeito porque eu sou destra... O.Õ
(mas eu limpo a ponta do pastel na mão esquerda, se não ele suja o desenho...)






E assim termina Teddy Vivo-Morto!


A quem interessar possa, a técnica utilizada foi o pastel seco.

E o fim triste do teddy foi a porta da minha geladeira... no maior estilo "mamãe diz que eu sou linda" T-T





Sorry teddy.




Long nights, bears on fire and me me me... 

So... hi! \o/

My name is Nathale, also known as Yuuko Arashi and this is my blog atempt number 7.810.934... or so...

As an introduction I'll talk a little bit about my instrests.


I am a writer(or at least I really like to write and wish I'll be able to make a living out of that one day), I also like to read a lot, colect BJDs(wich basicaly are customizable dolls - to find more about them, visit http://maisonbjd.blogspot.com/ in portuguese - go google!). I used to have singing classes at Villa-Lobos Music School and was the singer for a japanese rock band, a really cool one called Kamigawa, and we made many small shows, a veeeeeeeeeeerry long time ago.

Nowadays I have a wonderfull husband who allows me to stay home to develop my skills. And NONE of them is related to drawing...

But, anyways, as introductions are so great(o.o), I will post some pics of a drawing I did recently about a totaly isolated thing that happens in a story I have been writing for about four years, but only started to excite me in this last year. The name is Purple Armagedon, (o.Õ), and I'll talk about it latter on.

Only so you can understand the drawing , it's enough to know there is someone in this story who has a divine power wich consists of setting things on fire and turn them into spirits(not souls, only spirits), and after that, things start to sort of have a real life, but without matter. The collor of this flame is purple, and that's where the tottaly random name comes from. And the drawing is basicly a traditional Teddy Bear on fire. o.o'

As I said before, I don't know how to make a good drawing, so don't expect too much, like the incredible flames I planned in my very creative head, but you can, more or less, see the transformation process. Or not. Not sure...


 

All messy and cheese pringles, as it should be.






 

And it's this messy even though I'm right handed... O.Õ
(but I clean the dry pastel on my left hand, or it dirties the drawing...)






And here lies the Undead Teddy Bear!


For those interested, the tecnique is Dry Pastel.

And Teddy's sad end was my fridge door, soooooooo "Mommy says I'm preatty"... T-T





Sorry teddy.